Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > SERVIDORES E SINDICALISTAS PROTESTAM CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA CASAL

Servidores e sindicalistas protestam contra a privatização da Casal

05/02/2015

Durante a posse dos novos deputados estaduais, o Sindicato dos Urbanitários e outros sindicatos ligado à CUT-AL realizaram um ato em protesto contra o projeto de lei que prevê a privatização da Casal

Escrito por: Ascom/Urbanitários

Ato público contra a privatização da Casal

Durante a posse dos novos deputados estaduais, o Sindicato dos Urbanitários de Alagoas, juntamente com os servidores da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), CUT,  Sinteal,  Sindprev e militantes de movimentos sociais e populares, realizou um ato Público em frente ao prédio da Assembleia legislativa de Alagoas para protestar contra o Projeto de Lei que prevê a privatização da Casal.

O principal objetivo do protesto foi reafirmar junto aos parlamentares empossados a posição dos trabalhadores/as, contrária  à tramitação do Projeto de Lei (PL) enviado pelo ex-governador Teotônio Vilela Filho com o objetivo de privatizar a Casal, através da abertura e aumento do capital social da empresa e a emissão de ações a serem subscritas pela iniciativa privada, o que representaria  a definitiva perda do controle acionário do Estado sobre a empresa.

É de todos/as os/as alagoanos/as a responsabilidade e o compromisso em defender a continuidade da Casal como empresa pública, haja vista que as consequências de uma  possível privatização acarretará em prejuízos inimagináveis para o tão sofrido povo alagoano, inclusive a escassez e  racionamento, já que  a água não pode ser tratada como mera mercadoria a serviço do lucro.

O problema da Casal baseia-se  na falta de compromisso dos gestores públicos em priorizar o saneamento como  fator essencial ao desenvolvimento do Estado, ao proporcionar qualidade de vida, redução de gastos com saúde, aumento da expectativa de vida e redução de danos ao meio ambiente. A Participação da sociedade é fundamental para preservação do interesse público.

O momento serviu para que os sindicalistas pudessem demostrar aos novos e antigos parlamentares as razões pelas quais a Privatização deve ser evitada. Alternando falas entre os militantes presentes, o ato aguardava a chegada dos representantes para a entrega de  uma Carta Aberta  aos parlamentares, indicando as principais razões pelas quais os parlamentares devem se  posicionar-se contrários à Privatização da Casal.

Entenda o processo

No final de 2014, mais precisamente no dia 26/12, o ex-governador Teotônio Vilela Filho, que encerrava seu controverso mandato, envia à Assembleia Legislativa um Projeto de Lei que prevê a venda de 56% das ações da Casal para a iniciativa privada.

Desde então, o Sindicato dos Urbanitários vem mobilizando os servidores da estatal e, em conjunto com demais centrais sindicais e movimentos sociais, busca construir um processo de articulação politica para impedir mais essa tentativa de “dilapidar” o patrimônio público do povo alagoano.

A articulação política junto aos movimentos sociais e sociedade em geral visa pressionar o governador do Estado, Renan Filho, pela retirada da pauta da Assembleia Legislativa do projeto de privatização da Casal.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com