Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CUT-AL REALIZA NESTA QUARTA DIA DE LUTA POR EMPREGOS E DIREITOS

CUT-AL REALIZA NESTA QUARTA DIA DE LUTA POR EMPREGOS E DIREITOS

26/01/2015

A CUT-AL realiza, nesta quarta-feira (28), o Dia de Luta por Empregos e Direitos. A concentração será às 9h, em frente à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, no calçadão do comércio...

Escrito por: Ascom/CUT-AL

A Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT-AL) realiza, nesta quarta-feira (28), o Dia de Luta por Empregos e Direitos. A concentração será às 9h, em frente à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, no calçadão do comércio. A mobilização, que está sendo organizada em todo o País pela CUT e as demais centrais sindicais, é uma forma de exigir do governo federal a revogação das recentes medidas que retiram e dificultam o acesso da classe trabalhadora a direitos econômicos e sociais, como seguro-desemprego, abono PIS-Pasep, auxílio-doença, pensões, seguro-defeso e auxílio-reclusão.

Para a presidenta da CUT-AL, as medidas foram anunciadas sem consulta ou discussão com o movimento sindical e prejudicam a população de baixa renda e, em particular, os trabalhadores. “As mudanças em relação ao acesso ao seguro-desemprego, por exemplo, vão impedir o acesso dos empregados jovens ao benefício, pois se convive num país cuja rotatividade da mão de obra é intensa”, ressalta Amélia. “Além disso, as novas exigências para a pensão por morte restringem o valor do benefício em até 50% para trabalhadores de baixa renda. Porém, não mexem nas pensões de alguns “privilegiados”.

A CUT e as demais centrais sindical não aceitam que a conta do ajuste fiscal seja paga, mais uma vez, pela classe trabalhadora, pois existem outras formas de alcançar esse objetivo. Uma delas é o aumento da receita. Quatro medidas que, de imediato, podem e devem ser adotadas com este propósito são: Instituição do Imposto sobre Grandes Fortunas; taxação das remessas de lucros e dividendos ao exterior; revisão das desonerações; redução dos juros que originam o deficit nominal.

“Faz-se urgente nosso posicionamento frente ao Executivo, ao Congresso Nacional, Judiciário e a divulgação da pauta da classe trabalhadora a toda sociedade brasileira”, afirma a presidenta da CUT-AL.

Em Alagoas, a mobilização incluirá outras bandeiras de luta, como o repúdio à tentativa de privatização da Casal, a valorização dos trabalhadores municipais, as reformas política e agrária e a defesa da Petrobras e da Caixa Econômica como empresas públicas e brasileiras.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com