Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CHEGA DE VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES!

Chega de violência contra as mulheres!

13/10/2014

No momento em que a população brasileira se encontra envolvida no processo das eleições, para garantir e fortalecer a democracia em nosso país...

Escrito por: Ascom CUT/AL

No momento em que a população brasileira se encontra envolvida no processo das eleições, para garantir e fortalecer a democracia em nosso país; justamente nesse momento, em que o direito à cidadania é um item bastante utilizado pelas/os candidatas/os, Alagoas mais uma vez é palco de atos negativos que só vem confirmar a posição vergonhosa de liderança em índices de violência, com destaque à violência contra a mulher.

Enquanto aguardava para exercer o direito de votar, para decidir o futuro do estado e do país, uma mulher, cidadã, eleitora foi covardemente agredida. Se isso já é um absurdo, agrava-se mais ainda por se tratar, o agressor, de um homem que concorre a um cargo público como representante do povo no Congresso Nacional, utilizando-se de sua condição de macho, militar e candidato, ou seja, se enche de “poder” traduzido no autoritarismo, machismo e nos vícios de opressão que devem ter pautado sua vida, para se contrapor ao direito das pessoas que estavam na seção eleitoral. Como, naturalmente, algumas pessoas se rebelaram contra esse comportamento, o candidato agiu de forma covarde, estapeando o rosto da mulher (eleitora), para fazer valer seu pretenso poder e autoridade. Utilizou-se, ainda, do aparato do Estado e, consolidando sua covardia, inverteu a lógica. O agressor foi protegido enquanto a vítima era desrespeitada não o vendo sair preso, como deveria. Que vergonha! O Estado e o governo falharam covardemente, uma omissão covarde.

A CUT/AL, através de sua Secretaria da Mulher, em conjunto com a Marcha Mundial de Mulheres, repudia o covarde ato, solidariza-se com a mulher, cidadã e profissional, e exige do Governo uma ação rápida, enérgica e disciplinar dos órgãos de governo (a exemplo da Secretaria de Direitos Humanos e da Mulher, Defesa Social e outros órgãos com prerrogativas institucionais para a defesa dos direitos das mulheres).

Esperamos que este lamentável episódio não seja esquecido quando sair da mídia, impedindo que se transforme em mais um dado frio de violência para a estatística local.

 

Central Única dos Trabalhadores - CUT/AL

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com