Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > MOVIMENTOS SOCIAIS DENUNCIAM VIOLÊNCIA CONTRA TRABALHADORES RURAIS

Movimentos sociais denunciam violência contra trabalhadores rurais

25/01/2013

Em carta encaminhada ao governador Teotonio Vilela Filho, os movimentos sociais e urbanos de Alagoas, como o MST e CUT, denunciam atos de violência contra trabalhadores rurais

Escrito por: Ascom CUT-AL

 

Em carta encaminhada ao governador Teotonio Vilela Filho, os movimentos sociais e urbanos de Alagoas, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e Central Única dos Trabalhadores (CUT), denunciam a violência pela qual os trabalhadores rurais estão passando, por meio de despejos e ameaças.
Na carta, os movimentos lembram que, desde o fim de 2010, as famílias do acampamento São José (Atalaia) e  Bota Velha, Cavaleiro e São Simeão (sede), além de outras áreas do Estado, vivem sob ameaças do latifúndio armado e da ação de despejo da justiça e do governo alagoano. 
Mesmo após a mediação oficial, diversas áreas passam mais uma vez pela ameaça de reintegração de posse e veem o fantasma do retorno à beira das estradas novamente à sua porta. Nas ações de despejo, presencia-se a ação consor-ciada do Estado com a milícia armada na região. 
Todos esses conflitos traduzem o momento de refluxo e completa paralisia da política de Reforma Agrária prevista na Constituição. O Estado brasileiro tem se mostrado in-competente em cumprir as leis constituídas, no sentido de democratizar o uso terra e assentar famílias. 
Os movimentos sociais exigem dos governos que sejam realizadas desapropriações de latifúndios por inte-resse social, nas áreas de conflito em Alagoas, assentando as famílias nas áreas emblemáticas elencadas pelos mo-vimentos de trabalhadores rurais. A responsabilidade pelo caos é do governo do Estado de Alagoas, do Poder Judi-ciário, da Assembleia Legislativa e do Governo Federal, na irresponsabilidade de cumprirem seus papéis.
Os movimentos vão continuar a luta em defesa da reforma agrária e contra o assassinato de trabalhadores rurais sem terra, organizando o povo e reagindo contra as ações truculentas do Estado.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com