Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > MP QUER SABER O PORQUÊ DE ALAGOAS PAGAR R$ 106 MILHÕES AO PARANÁ

MP quer saber o porquê de Alagoas pagar R$ 106 milhões ao Paraná

02/04/2012

O Sindpol encaminhou denuncia ao Ministério Público solicitando apuração sobre

Escrito por: ExtraAlagoas

 

 

Com a denúncia, publicada no semanário Extra, que teve o pedido reforçado pelo Sindpol, o Ministério Público Estadual está investigando o pagamento de R$ 106 milhões ao Estado do Paraná, em plena campanha eleitoral de 2010.

O MPE cobra explicações ao governador Teotônio Vilela Filho (PSDB). Terão que se explicar também o secretário da Fazenda, Maurício Toledo; e o secretário do Planejamento, Luiz Otávio Gomes, que participaram da operação.

Entenda o caso

O Estado do Paraná era um dos credores das Letras Financeiras do Estado, realizadas em 2002, no governo Lessa, e tinha um passivo para receber, mas essa dívida poderia ser paga até 2012, mas foi quitada com dois anos de antecedência, no valor de R$ 106,7 milhões.

Um dos credores das Letras, o empresário paulista Antônio Carlos Morais, em depoimento ao MPE, denunciou a irregularidade no pagamento ao Paraná. Além disso, alegou um prejuízo em torno de R$ 17 milhões, acumulado desde 2002, com o resgate dos títulos, durante o governo Ronaldo Lessa (PDT).

Outra questão, levantada pelo Ministério Público, é por que o governador Téo Vilela pegou empréstimo com o Banco Interamericano de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e usou parte de dinheiro para quitar a dívida com o Paraná, quando o empréstimo seria para financiar projetos de desenvolvimento sustentável, projetos de combate à pobreza.

Para o Sindpol, se for comprovado os fatos, o pagamento antecipado foi crime contra a Administração Pública estadual.

Com informações do ExtraAlagoas

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com