Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > ANESTESISTAS DE MACEIÓ DECIDEM PARAR NO DIA 14 DE MARÇO

Anestesistas de Maceió decidem parar no dia 14 de março

15/02/2012

Profissionais do SUS reivindicam melhoria em valores pagos pelos procedimentos cirúrgicos

Escrito por: Gazetaweb

 

Após duas horas reunidos em assembleia ocorrida na noite desta terça-feira (14), no Instituto de Olhos de Maceió, no bairro do Farol, anestesistas de Alagoas que atendem pelo Sistema Único de Sáude (SUS) decidiram suspender as atividades a partir do dia 14 de março. A categoria, que reivindica melhoria nos valores pagos pelos procedimentos cirúrgicos, atendeu pedido do Conselho Regional de Medicina (CRM), priorizando, também, a população – a mais prejudicada no processo.

A presidente da Cooperativa dos Anestesistas de Alagoas (Coopanest/AL), Rose Massuia, explicou que a defasagem já contempla 15 anos e a insatisfação é geral, visto que cerca de 50 profissionais participaram da assembleia e votaram a favor da paralisação para o próximo mês, apesar da “ânsia” de muitos em suspender as atividades nesta terça. “O desrespeito é imenso com a categoria, pois, há anos, estamos aguardando algum posicionamento do Estado e não recebemos nenhum apoio”, declarou Rose ao comentar que os “gestores não estão preocupados com os médicos, considerando o fracasso de uma reunião com o Estado, ocorrida no último dia 10”.

Quanto à pauta de reivindicações, os profissionais da saúde colocaram em questionamento a tabela de Classificação Brasileira de Procedimentos Hierarquizados (CBPH) do SUS, a qual apresenta disparidades no que concerne ao pagamento concedido aos anestesistas. Conforme aponta Massuia, um exemplo bem claro de tal diferença remete-se a valores pagos por uma cirurgia de cesariana em Alagoas, cuja quantia gira em torno de R$ 45,00, em comparação ao Estado do Piauí, que paga aos profissionais, aproximadamente, R$ 300,00. “No Nordeste, Alagoas traz o pior pagamento, e já estamos cansados disso. O desejo era que nós, autônomos, fôssemos ouvidos, porque a gente necessita desse reajuste. Prestamos serviços essenciais à população”, ressalta a presidente da cooperativa.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com