Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > ENFERMEIROS FAZEM GREVE E PROTESTO NO HOSPITAL SANATÓRIO

Enfermeiros fazem greve e protesto no Hospital Sanatório

05/01/2012

Trabalhadores estão a dois meses sem receber salário

Escrito por: Gazetaweb

 

Trabalhadores de enfermagem do hospital Sanatório, no bairro do Farol, realizam um protesto em frente a unidade hospitalar na manhã desta quinta-feira (05). Os profissionais reclamam que estariam sem receber salário há dois meses. Antigo hospital Paulo Neto, atualmente Hospital da Mulher, que é administrado pelo grupo Sanatório, teria fechado em dezembro por passar pelos mesmos problemas.

De acordo com o presidente do sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Alagoas, Mário Jorge Filho, além do salário, os trabalhadores não recebem vale-transporte e desde setembro não recebem as férias. “O Ministério Público deu prazo até 20 de dezembro para o pagamento do 13° salário, mas o diretor geral do hospital disse que pagaria a multa, mas não pagaria o salário, como forma de retaliação pela denúncia feira pelos trabalhadores”, contou.

O hospital conta com cerca de 900 trabalhadores. Apenas 30% dos serviços da categoria estão funcionando. Alguns médicos da unidade também estão com os médicos atrasados, porém o caso mais grave é dos servidores de nível médio. “Não recebemos vale-transporte. Muitas vezes não temos nem mesmo como chegar ao trabalho e ainda somos ameaçados de demissão quando chegamos um pouco atrasados. Dois funcionários do setor de higienização receberam cestas básicas dos próprios colegas por não terem o que comer dentro de casa”, disse Cirleide Cardoso.

Josete Pereira, enfermeira aposentada que continua trabalhando, disse que, ao se aposentar após 24 anos de trabalho nesse mesmo hospital, viu que seu FGTS só tinha cerca de 4 mil reais depositados e que o valor referente ao pagamento do beneficio continua sendo descontado. “Oito enfermeiras chefes pediram demissão em novembro por causa da política de arrocho salarial do Sanatório”, afirmou Mário Jorge.

Os enfermeiros disseram que a greve e o protesto continuarão até que a direção do hospital se manifeste.

Segundo Júlio Bandeira, diretor administrativo do hospital Sanatório, o 13° foi pago dentro do prazo a todos os funcionários. Já os salários de novembro e dezembro e o terço de férias realmente estão atrasados, mas devem ser quitados ainda este mês. “Próximo dia 10 será pago o mês de novembro e até o dia 20 pretendemos pagar também o salário de dezembro, que vence hoje”.

O diretor afirmou que o Hospital da Mulher está fechado para reparos na estrutura, sem ter apresentado nenhum problema de atraso nos salários. A reabertura da unidade, localizada no Centro, está prevista para o dia 10 de janeiro.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com