Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > PROFESSORES, ESTUDANTES E TÉCNICOS DA UNCISAL EXIGEM CONCURSO

Professores, estudantes e técnicos da Uncisal exigem concurso

01/12/2011

MPT proibiu contratações sem concurso que, desde 2002, não é realizado pelo Estado.

Escrito por: Gazetaweb

 

Dezenas de estudantes da Universidade das Ciências da Saúde do Estado de Alagoas (Uncisal) protestaram na manhã desta quarta-feira (30) para cobrar a realização urgente de concurso para contratação de professores e técnicos. Os alunos caminharam pelas ruas do Trapiche da Barra, onde fica situado o campus da universidade, exigindo respeito por parte do governo do Estado.

Segundo a reitora da Uncisal, Rosângela Wyszomirska, há uma carência muito grande não apenas de professores, mas também de servidores. “Essa situação se arrasta há anos. O último concurso para professor foi realizado em 2002. E em 2004, foi realizado um processo seletivo seriado para contratação de novos técnicos”, disse.

Conforme ela, há uma carência de 284 professores e de 848 técnicos. “As contratações que a Uncisal vinha fazendo como forma paliativa foram feitas pela Fepesa [Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Extensão e Saúde do Estado de Alagoas], mas ano passado saiu uma lei proibindo as fundações de contratar pessoal”, explicou a reitora.

Governador teria afirmado que não contrataria

Rosângela afirmou que, em fevereiro passado, teve reunião com governador, durante a qual ele alegou impossibilidade de realizar contratações imediatas por conta da lei de responsabilidade fiscal. “Não vejo outra saída além de entrar com ação judicial para conseguir a realização do concurso”, afirmou Wyszomirska.

Ela lembrou que todos os cursos da Universidade foram devidamente reconhecidos pelo Ministério da Educação na última avaliação. “Enquanto que em todo o país haverá redução de 500 vagas nos cursos de medicina, a Uncisal permanece sem cortes, pois o curso foi aprovado mais uma vez esse ano”.

“Não havendo a contratação de professores por meio de concurso, todos os cursos serão prejudicados, especialmente os de nível técnico, como o de enfermagem”, alertou a reitora.

Estudantes querem repasse direto

Os estudantes que realizam a passeata cobram que, quando da aprovação do orçamento para 2012, o Governo do Estado destine recursos exclusivamente para as universidades estaduais, o que, segundo eles, não ocorre atualmente, já que a Uncisal é ligada a Secretaria de Saúde (Sesau). Por conta disso, o dinheiro que vem para a universidade já viria repartido da secretaria.

Eles lembraram que único lugar do estado onde se fornece aparelho auditivo gratuitamente para pessoas atendidas pelo SUS é na Uncisal, por meio do curso de fonoaudiologia.

No total, a Uncisal tem 1800 alunos de graduação, dois mil estudantes de nível técnico, cerca de 120 em pós-graduação e 3.500 servidores.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com